quarta-feira, 25 de novembro de 2015

O FUNDAMENTALISMO ANDA POR AÍ


Todo mundo ficou estarrecido com o ataque de fundamentalistas islâmicos na França. Mais de uma centena de mortos, franceses apavorados com o presente-futuro, uma baderna mortífera que coloca a Europa no centro da insegurança. Fundamentalistas islâmicos. Fundamentalistas. Este é o problema. O fundamentalismo, segundo o dicionário, é a doutrina ou prática de religiões que interpretam de modo literal as escrituras sagradas. Mas o próprio dicionário vai além. O fundamentalismo não se restringe à religião. É “toda a ideologia, movimento ou ação conservadora que afirma ser essencial a obediência excessiva e literal de quaisquer noções básicas” (fundamental+ismo).

Não é difícil, então, ver o fundamentalismo nas torcidas ‘organizadas’ de times de futebol. Quando torcedores de um clube acreditam que bater, surrar e até matar torcedores de outro time por pensarem diferente, faz parte de sua adoração doentia pelo clube, temos o fundamentalismo. Esta praga está viva também na política. Quando seguidores de um partido político acreditam piamente que sua ideologia está correta e todas as outras estão erradas, tornando-se inimigos dos contrários, ficando cegos aos desmandos do partido ao qual seguem, tentando justificar atos que não possuem justificativa, temos aí o fundamentalismo. Se “toda unanimidade é burra”, como já dizia o jornalista e escritor Nélson Rodrigues, o fundamentalismo é o ápice da burrice. É a cegueira total. É a insanidade travestida de crença em algo.

Como prega Nietzsche, o filósofo alemão morto no final do século XIX, o principal pensador da era moderna e dos principais de todos os tempos, “a convicção é inimigo mais perigoso da verdade do que a própria mentira”. Em suas obras, ele lembrava constantemente que estar convicto de algo é um grande erro, uma vez que fecha a mente da pessoa para outras possibilidades, outros horizontes. Acreditar arduamente em algo é ter convicção. O ser que assim pensa, fecha os olhos para o diferente, para a diversidade própria de um mundo em constante mutação (alguns chamariam de evolução), para tantas outras verdades existentes em um mesmo fato. O fundamentalista, convicto, tem certeza de que é o dono da verdade. E, a partir daí, acredita que não precisa respeitar mais nada, nem mesmo vidas humanas. A convicção como mal do mundo foi alertada até mesmo pelo físico e matemático alemão Max Born, considerado um dos ‘pais’ da mecânica quântica.

Pense nisso. O fundamentalismo anda por aí, por aqui, por todo o lugar. Está do seu lado, na próxima esquina, assim como nos noticiários de televisão e redes sociais. Ele se traveste de estado islâmico, de torcida organizada, de militante de partido político. É um câncer na sociedade – e tal qual a própria doença, parece ser invencível, no caso ideológico pela ignorância de muitas pessoas, ditos seres humanos.


CASO MARIANA

Aliás, nas redes sociais foi ignorantemente inevitável a comparação dos mortos na França com os mortos da catástrofe do rompimento da barragem de Mariana, em Minas Gerais. Sim, precisamos também dar atenção e chorar os mortos do ‘fundamentalismo capitalista’, onde autorizações públicas são dadas e não fiscalizadas, onde extração de minérios vale mais do que a própria vida. Quando se fala em capital, em dinheiro, também há fundamentalistas que passam por cima de tudo e de todos, seja com um mar de lama, seja um oceano de corrupção. O dinheiro acima de tudo.

Porém, não cabe comparação. Cada fato é um fato. Nos indignemos pelos dois, sem confrontá-los.


MAIS UM

Agora foi o líder do governo Dilma no Senado o capturado pela Polícia Federal. Segundo as primeiras notícias de hoje, estava prejudicando as investigações utilizando a força do cargo. Pelo visto o mar de lama de Mariana encobriu Brasília.


FAZ FALTA

Dia desses elogiei alguns lugares em que vale a pena ir, aqui na coluna. Um deles foi o restaurante Rosa Mexicano. Porém em uma outra incursão, a decepção. Além do atendimento ruim na recepção, não há mesas decentes para casal no interior da casa. As duas únicas existentes ficam no meio da confusão, entre o balcão de atendimento dos garçons e os banheiros. Desta forma, perde aquele público que quer curtir um clima mais intimista. Uma pena!

Mas ainda quero voltar mais uma vez para ver se a situação mudou para melhor.

 
MULHERES NA PROA

Claudete Lehmkhul será a primeira mulher coronel do estado catarinense. A atual tenente-coronel está sendo promovida e atesta aquilo que se vê em todos os segmentos sociais: cada vez mais a mulher ascende, tomando conta de posições estratégicas, utilizando sua inteligência, sensibilidade e poder como forma de melhorar a sociedade.

A coronel Claudete, além de comandante da 7ª. região da PMSC, tem programa de entrevistas na televisão e um felling elogiável. Quando a PM de Blumenau começou a criar caso com películas nos vidros dos carros, mandou aliviar a pressão. Não há porque polemizar alguns fatos quando há tanta insegurança nas ruas, tanta cobrança por efetivo prendendo bandidos.


FALOU, GALERA!

Os mesmos alunos de Jornalismo que acabaram por avaliar o ‘professor Fabrício Wolff’ com nota 10 este semestre, lançam a Revista Interessa na web na próxima semana. O resultado do trabalho árduo das últimas semanas estará à disposição do público em breve. Claro que trarei o link no próximo post.


ETAPA FINAL


video
Viviane Wagenknecht, da RIC TV Record Blumenau

Depois de um ano correndo (literalmente) de kart pelas pistas da região, chega ao fim o campeonato da turma que reúne integrantes da imprensa e amigos na Copa Amigos da Velocidade. A décima e última etapa acontece neste sábado, dia 28, às 17h, no kartódromo de Indaial. O pega promete, pois há muitas posições a serem definidas com esta prova. Apesar da recente cirurgia feita em 3 de novembro, volto pra pista. As chances de um troféu e boa colocação no campeonato são latentes.

Classificação Geral

Lugar
Piloto
Pontos
Alexandre Pereira
 125
Cristiano Baifus
 124
Fabrício Wolff
 109 
Rodrigo Pereira
 104
Sandro Locatelli
   85
Dudu Cunha
   75
Eduardo Bonononi
   75
Nilton / Carlos
   63
Rodrigo Estevão
   51
10º
João Paulo
   47
11º
Thiago / Fábio
   20